Da quinta para a moda:
O que as marcas de moda podem aprender com a indústria alimentar

top-marcas_de_moda_podem_aprender_com_a_indstria_alimentar.png

 

Por trás de todo o brilho e glamour, as marcas de moda têm um negócio para gerir. É evidente que, em 2023, o back-office e a cadeia de abastecimento estão no centro das atenções quando se trata de proporcionar novas e melhores experiências aos clientes e de satisfazer as expectativas em matéria de sustentabilidade e proveniência dos produtos.

 

Em 2022, o Fashion Revolution publicou um índice de transparência da moda que afirma que: "sem transparência, será impossível alcançar uma indústria da moda sustentável, responsável e justa". Então, talvez seja uma boa altura para as marcas de moda seguirem o exemplo da indústria alimentar? Durante muitos anos, o sector alimentar foi obrigado a cumprir regulamentos rigorosos para rastrear dados em cada etapa da cadeia de valor - da exploração agrícola até à mesa. Se as marcas de moda embarcassem num caminho semelhante, seria necessário rastrear várias etapas, do algodão ao armário e da lã ao guarda-roupa. Mas como é que pode ser conseguido? Seria necessário rastrear cada produto individual ou unidade de stock (SKU) e divulgar esta informação utilizando um identificador de produto único, como um código QR?

 

É evidente que a indústria está a evoluir rapidamente, com iniciativas como a Zero Waste Europe (ZWE) a sublinhar que: "As cadeias de abastecimento intermináveis confundem a responsabilidade e dificultam a transparência". Além disso, conceitos como passaportes de produtos e IDs digitais não estão longe. Poderá o RFID ou o Código Eletrónico de Produto (EPC) ser a resposta?

 

Ao estabelecer uma cadeia de valor de moda transparente, há três aspetos a considerar:

 

1. Dados

É tudo uma questão de dados. Para conseguir uma transparência total, é necessário ter acesso aos dados de cada etapa da cadeia de abastecimento da produção - desde a fase 1 (fornecedor de produtos acabados) até à fase 4 (fornecedor de matérias-primas). No entanto, a menos que tenha controlo direto sobre a sua produção, poderá apenas ter acesso fácil ao seu fornecedor principal e não às várias camadas de subfornecedores.

 

2. Colaboração

Para recolher todos os dados necessários, torna-se imperativo estabelecer uma forte colaboração com as diferentes partes ao longo da cadeia de abastecimento alargada (do nível 1 ao nível 4). A utilização de uma plataforma de colaboração comum ajudará a facilitar o processo de partilha de dados, de modo a garantir eficiência e eficácia.

 

3. Tecnologia

A tecnologia inteligente e moderna pode ajudar a gerir os dados e a "preencher" potenciais lacunas onde os dados estão em falta - por exemplo, aproveitando os dados históricos para validar e completar os dados atuais.

 

 

Benefícios da gestão de dados, colaboração e tecnologia

  • Contar a história da marca e oferecer uma melhor experiência de produto, ao fornecer maior transparência sobre a proveniência do produto aos seus consumidores finais.
  • Assegurar a conformidade com os requisitos regulamentares relativos aos direitos dos trabalhadores, produtos químicos, produtos biológicos, etc.
  • Pronto para embarcar em novas iniciativas, como o passaporte de produto, que pode ser utilizado para provar a autenticidade dos seus produtos.

 

As empresas de moda precisam de se preparar para a transparência da cadeia de valor. Uma base importante para cumprir estes requisitos é uma plataforma de aplicações empresariais inteligente, moderna e baseada na cloud, equipada com tecnologia para a colaboração e um tecido de dados para captar e trabalhar com dados da cadeia de valor alargada. Em última análise, a solução deve ser concebida especificamente para empresas de vestuário, calçado e moda.

 

Para esclarecer quaisquer dúvidas ou questões, utilize os nossos contactos.


Imprimir  
Image

A global services company

telefone

218 369 110

(Chamada para a rede fixa nacional)

Últimos Posts

Utilizamos cookies no nosso site. Alguns deles são essenciais para a operação do site, enquanto outros ajudam-nos a melhorar o site e a experiência do utilizador (rastreamento de cookies). Pode decidir se deseja permitir cookies ou não. Se os rejeitar poderá não ser capaz de usar todas as funcionalidades do site.